quarta-feira, 18 de julho de 2018

Bem Viver - Auxilia

Olá

Não olvides a lei da cooperação, a fim de que a caridade, por estrela de amor, fulgure nos céus de
teu destino.
Auxilia a terra seca e amanhã não te faltará o celeiro farto.
Auxilia a fonte amiga e a água pura te regenerara a saúde orgânica.
Auxilia a criança e clarearás o futuro.
Auxilia o ancião desamparado e colherás um tesouro de bênçãos.
Auxilia o aflito e a esperança te coroará a visão da justiça.
Auxilia o faminto e acrescentarás o próprio reconforto.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Vida - Enriquece-te Sempre

Olá,

A vida não foi criada para a mendicância.
Em toda a parte, a Natureza é uma lição viva de magnificência divina.
O rio é o tesouro das fontes acumuladas.
A colheita é o feixe de bênçãos da fartura.
O Sol é a riqueza da luz.
Mas a fonte cresce para servir sem distinção, a espiga incorpora os grãos valiosos para sustento
da mesa e a claridade solar é foco de vida e esplendor para nutrir todas as formas de existência.

domingo, 15 de julho de 2018

Vida - Hoje Ainda

Olá

Não esperes a morte para escolher uma nova existência.
Experimenta agora a renovação.
Hoje ainda é o problema.
Lembra o milagre das horas e ajuda a ti mesmo.
Há sementeiras de resposta imediata.
Hoje ainda, o dever bem cumprido transforma-se em competência e dignidade, gentileza converte-se em alheia cooperação, bondade conquista melhoria e respeito, renúncia atrai simpatia e segurança, silêncio ante a leviandade traz a benção da estima, esforço próprio no estudo acumula a riqueza indestrutível, e disciplina dos impulsos inferiores é capitalização de valores morais...

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Bem Viver - EXALTAÇÃO DO REINO DIVINO

Olá

“Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto e
assim tornar-vos-eis meus discípulos.”
– Jesus. (João, 15:8.)
Glorificarás o Senhor Supremo e serás discípulo do Grande Mestre...
Contudo, não apenas porque te mostres entendido nas Divinas Escrituras...
Não somente porque saibas apregoar os méritos da Sublime Revelação, comovendo a
quem te ouve...

terça-feira, 10 de julho de 2018

Nova Era - REPAREMOS NOSSAS MÃOS

Olá,

“E Jesus, estendendo a mão, tocou-o dizendo: quero, sê limpo.”
Mateus, 8:3.

Meditemos na grandeza e na sublimidade das mãos que se estendem para o bem...
Mãos que aram a terra, preparando a colheita...
Mãos que constroem lares e escolas, cidades e nações...
Mãos que escrevem, amando em louvor do conhecimento...
Mãos que curam na medicina, que plasmam a riqueza da ciência e da indústria, que
asseguram o reconforto e o progresso...

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Vida - LIBERDADE EM JESUS

Olá,

“Para a liberdade Cristo nos libertou; permanecei, pois,
firmes e não vos dobreis novamente a um jugo de escravidão.”
- Paulo.  Gálatas, 5:1.

Disse o apóstolo Paulo, com indiscutível acerto, que “para a liberdade Cristo nos libertou”.
E não são poucos aqueles que na opinião terrestre definem o Senhor como sendo um
revolucionário comum.

domingo, 8 de julho de 2018

Meditar - OUVIRÁS DECERTO

Olá,

“Salva-te a ti mesmo e desce da cruz.”  Marcos, 15:30.

Se te encontras realmente empenhado na execução do bem, ouvirás, decerto, as provocações do mal em todos os instantes de testemunho.
- “Se, em verdade, vives à procura do Cristo, por que choras sob o fardo das provações?”
-“De que te serve a fé para o caminho de tanta dor?”
- “Se és médium com tarefa na caridade, onde estão os Espíritos protetores que te não aliviam as amarguras?”

terça-feira, 3 de julho de 2018

Meditar - ADORAÇÃO E FRATERNIDADE

Olá

“Ora, temos da parte dele este mandamento, que aquele
que ama a Deus, ame também a seu irmão.”
– João. ( I JOÃO, 4:21.)
Construirás santuários primorosos no culto ao Senhor da Vida...
Pronunciarás orações sublimes, exaltando-Lhe a glória excelsa...
Tecerás com cintilações divinas a palavra comovente e bela com que Lhe definirás a
grandeza...
Combinarás com mestria os textos da Escritura Divina para provar-Lhe a existência...

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Nova Era - OBSERVEMOS AMANDO

Olá,

“Por que vês o argueiro no olho do teu irmão?”- Jesus
(MATEUS, 7:3.)
Habitualmente, guardamos o vezo de fixar as inibições alheias, com absoluto
esquecimento das nossas.
Exageremos as prováveis fraquezas do próximo, prejulgamos com rispidez e
severidade o procedimento de nossos irmãos...
A pergunta do Mestre acorda-nos para a necessidade de nossa educação, de vez
que, de modo geral, descobrimos nos outros somente aquilo que somos.

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Meditar - AÇOITANDO O AR

Olá

“Eu por minha parte assim corro, não como na incerteza;
de tal modo combato, não como açoitado o ar.”
- Paulo. ( I CORÍNTIOS, 9:26.)

Definindo o trabalho intenso que lhe era peculiar na extensão do Evangelho, disse o
apóstolo Paulo com inegável acerto:  “Eu por minha parte assim corro, não como na incerteza; de tal modo combato, não como açoitado o ar”.

terça-feira, 26 de junho de 2018

Bem Viver - COMPREENDENDO

Olá,

Temos, porém, este tesouro em vasos de barro para que a excelência do poder
seja de DEUS e não de nós."–Paulo (II Coríntios, 4,7)

Sigamos compreendendo.
Lembra-te de que os talentos da fé e o conhecimento superior, o Dom de consolar, e a
capacidade de servir, não obstante laboriosamente conquistados por teu esforço,
constituem bençãos do Criador em teu coração de criatura.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Vida - O AMOR TUDO SOFRE

Olá,

“Tudo sofre...”- Paulo
(I CORÍNTIOS, 13:7.)

O noticiário terrestre reporta-se diariamente a desvarios cometidos em nome do
amor.
Homicídios são perpetrados publicamente.
Suicídios sulcam de pranto e desolação a rota de lares esperançosos.
Furto, contenda, injúria e perversidade aprecem todos os dias invocando a
inspiração do sentimento sublime.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Bem Viver - NA SENDA DO CRISTO

Olá,

“Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem.”
– Jesus. (Mateus. 5:44.)

O caminho de Jesus é de vitória da luz sobre as trevas e, por isso mesmo, repleto de
obstáculos a vencer.
Senda de espinhos gerando flores, calvário e cruz indicando ressurreição...
O próprio Mestre, desde o início do apostolado, desvenda às criaturas o retiro da
elevação pelo sacrifício.
Sofre, renunciando ao divino esplendor do Céu, para acomodar-se à sombra terrestre na
estrebaria.